sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Malungo reúne capoeiras para conversas e brinquedos


O MALUNGO Centro de Capoeira Angola, é uma entidade cultural de fomento à prática e outras formas de produção de conhecimento da capoeira. Suas atividades se desenvolvem em dois núcleos: Feira de Santana-BA e Belém-PA.
Cumprindo a sua agenda de atividades, o Malungo convida a todos para participar deste momento de brincadeira, aprendizagem e muita alegria, que denominamos de “O brinquedo dos angolas: conversando e jogando capoeira”.

Axé!

*****

O brinquedo dos angolas, era uma expressão que os antigos utilizavam para identificar a prática da capoeira na Bahia. Como encontravam-se os capoeiras, em sua grande maioria, entre os negros angolas, fazendo aquelas peripécias todas, alguém intimava: “olha o brinquedo dos angolas!”. Pelo menos, o mestre Pastinha acreditava que por isso chamou-se capoeira angola.


*****

PROGRAMAÇÃO

Sábado (06/12)
17:30— Orquestra Malungo Centro de Capoeira Angola

18:00h—Exibição do filme-documentário: “Memórias do Recôncavo: Besouro e outros capoeiras”, de Pedro Abib.

19:00h – Conversando sobre diáspora africana, sambas e capoeiras...
# Joceneide Cunha (UNIT-SE)
# Pedro Abib (Academia do Mestre João Pequeno de Pastinha/UFBA)
# Treinel Augusto Leal (Malungo-PA)

20:00h—O brinquedo dos angolas—roda aberta
Domingo (07/12)
08: 30h – Lançamento do livro: A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá, do Treinel Augusto Leal.
9:00h - O brinquedo dos angolas – roda aberta
12:00h—Encerramento

RESPONSÁVEIS
Contramestre Bel (FSA-BA)
belpires1@ig.com.br
(75) 9131-9376

Treinel Augusto Leal (Belém-PA)
Sou.amazonia@gmail.com
(91) 3233-5322

LOCAL
Centro de Cultura, Artes e Desporto da Academia Point da Malhação . Rua Elpidio Nova, 1119, São João (antigo Cel. José Pinto). Feira de Santana-BA.
Próx. ao Boulevard Shopping (Iguatemi) e Jocre Material de Construção.

sábado, 1 de novembro de 2008

Malungo inicia trabalho no Barreiro, Belém do Pará



Na última quinta feira, 30 de outubro, reiniciamos as atividades do Malungo Centro de Capoeira Angola em Belém. Fomos acolhidos pela Comunidade N. S. das Graças, no bairro da Sacramenta/Barreiro. O trabalho está em fase inicial, mas já inspira grandes possibilidades para os novos caminhos da capoeiragem no Pará.
Toda contribuição é bem vinda!
Um abraço,
Augusto Leal